Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 2 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Importação de soja do Brasil para a China, aumenta 23% em setembro ante 2022, diz fontes do governo

Até agora, neste ano, a China importou 54,87 milhões de toneladas de soja brasileira, um aumento de 18%

As importações chinesas de soja do Brasil aumentaram 23% em setembro em relação ao ano anterior, segundo dados divulgados na sexta-feira, depois que uma enorme safra produzida pelo país sul-americano este ano continuou a chegar ao principal comprador do mundo.

A China importou 6,88 milhões de toneladas métricas da oleaginosa do Brasil no mês passado, de acordo com a Administração Geral de Alfândega, o maior volume para setembro em três anos.

O Brasil embarca a maior parte de sua safra de soja de março a junho, e as exportações diminuem depois disso. Mas este ano os embarques foram mais altos do que antes.

As chegadas de soja dos Estados Unidos, o segundo maior fornecedor da China, diminuíram para 133.692 toneladas em setembro, em comparação com 1,15 milhão de toneladas de um ano atrás.

O total de importações da China no mês passado foi de 7,15 milhões de toneladas.

Até agora, neste ano, a China importou 54,87 milhões de toneladas de soja brasileira, um aumento de 18% em comparação com o mesmo período do ano passado.

O total de chegadas dos EUA nos primeiros nove meses de 2023 aumentou 8%, para 20,08 milhões de toneladas métricas, segundo os dados.

O Brasil também forneceu 1,25 milhão de toneladas de milho para a China no mês passado, 76% do total de chegadas.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.