Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 29 de maio de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Justiça determina liberdade provisória de empresário preso em Dourados

A decisão judicial assinada recentemente pelo juiz Marcus Vinícius de Oliveira Elias, da 2ª Vara Criminal de Dourados, colocou em liberdade provisória um empresário de Dourados dono de ônibus (empresa de turismo), ele havia sido preso em janeiro durante a Operação Viagem Santa, que investigava um possível esquema de tráfico de drogas ‘disfarçado’ ao turismo religioso.

O Juiz determinou a revogação da prisão preventiva, pagamento de fiança no valor de 15 salários mínimos e ainda o cumprimento das seguintes medidas: manter endereço e telefone atualizados, comparacer a todos os atos do processo, não sair do Estado por mais de 5 dias, sem prévia autorização judicial, e não frequentar a sede das empresas investigadas e nem manter contato com as pessoas investigadas.

O advogado Rubens Dariu Saldivar Cabral foi quem requereu na Justiça a revogação da prisão preventiva do empresário “ao argumento de que o dono da empresa não possuir vínculo com os investigados da Operação Viagem Santa, inexistirem provas acerca da sua participação nos delitos em apuração, ter se apresentado espontaneamente na delegacia de Polícia Federal, ser primário, possuir endereço certo e ocupação lícita, de maneira que não irá prejudicar o andamento das investigações e da futura ação penal”. O advogado alegou ainda que o seu cliente é portador de sequelas de lesões decorrentes de disparos de arma de fogo, de modo a fazer jus à benesse da prisão domiciliar.

 

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.