Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 16 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Polícia Federal faz operação contra grupos que planejavam ataques terroristas no Brasil

Operação Trapiche investiga possível recrutamento de brasileiros para o cometimento de atos extremistas
Os crimes previstos na Lei de Terrorismo são equiparados a hediondos
Os crimes previstos na Lei de Terrorismo são equiparados a hediondos

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (8/11), uma operação que mira alvos acusados de premeditar atentados terroristas no Brasil. As buscas ocorrem em São Paulo, Minas Gerais e no Distrito Federal.

A PF cumpre 11 mandados de busca e apreensão e dois de prisão temporária expedidos pela Justiça Federal de Minas Gerais. A corporação afirma que a operação foi lançada pela necessidade de interromper atos preparatórios de terrorismo e recrutamento de extremistas.

De acordo com informações obtidas junto a fontes ligadas às investigações, as suspeitas são de envolvimento do Hezbollah na preparação para ataques no país. O grupo do Oriente Médio tem ligações com o PCC.

“Os recrutadores e os recrutados devem responder pelos crimes de constituir ou integrar organização terroristas e de realizar atos preparatórios de terrorismo, cujas penas máximas, se somadas, chegam a 15 anos e 6 meses de reclusão”, informa a PF, em nota.

Atualmente, os crimes previstos na Lei de Terrorismo são equiparados a hediondos, considerados inafiançáveis, insuscetíveis de graça, anistia ou indulto, e o cumprimento da pena para esses crimes se dá inicialmente em regime fechado, independentemente de trânsito em julgado da condenação

Balanço da ação:

MG: 7 mandados de busca e apreensão cumpridos
DF: 3 mandados de busca e apreensão cumpridos
SP: 1 mandado de busca e apreensão e 2 mandados de prisão temporária cumpridos

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.