Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 3 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Polícia prende traficante acusado de executar homem na Moreninha lll

Tubino já estava sendo monitorado pela polícia. Ontem, foi visto saindo de uma casa na Rua Barreiras e seguindo em direção a uma motocicleta Honda Fan preta para entregar drogas
Moradores acompanham trabalho da polícia no local de execução (Foto: Osmar Danie/Campo Grande Newsl)
Moradores acompanham trabalho da polícia no local de execução (Foto: Osmar Danie/Campo Grande Newsl)

Lucas de Souza Tubino, de 28 anos, foi preso por tráfico de drogas, no Bairro Moreninhas, em Campo Grande. Segundo a polícia, ele é suspeito de envolvimento na execução de Luan de Oliveira Araújo, de 22 anos, atingido por mais de 10 tiros em 18 de outubro no mesmo bairro.

As munições encontradas com ele serão periciadas. Elas são compatíveis com as usadas na execução de Luan. “Contudo, só a perícia irá apontar se é a mesma munição”, pontuou o delegado Christian Molinedo, da 4ª Delegacia de Polícia Civil da Capital. Preso, Lucas se manteve em silêncio.

Tubino já estava sendo monitorado pela polícia. Ontem, foi visto saindo de uma casa na Rua Barreiras e seguindo em direção a uma motocicleta Honda Fan preta para entregar drogas. Com o pacote na cintura, ele tentou correr ao ser abordado pelos investigadores, mas acabou detido.

Ele estava com um tablete de cocaína – aproximadamente um quilo. Dentro da casa, foram encontrados quase três quilos da mesma droga, prensa hidráulica, rolos de fita adesiva, rolos de fita insulfilme PVC, duas balanças e fitas transparentes para embalagem. Além disso, Lucas guardava uma bolsa com quatro munições 9mm, 15 munições .45 e três munições .357.

Na casa também havia duas mulheres, que tentaram impedir a entrada da polícia e acabaram presas por associação ao tráfico de drogas. Já na delegacia, Lucas foi flagrado com um documento falso “muito parecido com o original”, segundo a polícia, inclusive com papel timbrado e “QRcode”. Lucas disse que comprou o documento de comparsas na cadeia, mas não revelou nomes.

Suspeita

Segundo a investigação, Lucas Tubino é suspeito de ser um dos ocupantes da motocicleta utilizada na execução de Luan. Ele tem extensa ficha criminal, sendo diversas passagens por tráfico de drogas. Também consta na ficha: corrupção ativa, lesão corporal, roubo e desobediência.

Em maio de 2015, Lucas foi preso por tentar matar um jovem de 20 anos durante uma festa no bairro Cidade Morena, região das Moreninhas. A vítima foi atingida no joelho, tíbia, costas e também na coxa esquerda. Em maio do ano seguinte, Lucas foi novamente preso. Dessa vez, foi flagrado com notas de dinheiro falsas próximo ao terminal do bairro.

Morte de Luan 

Foram, ao menos, 24 tiros disparados por uma dupla de moto contra o grupo de amigos que estava no cruzamento das ruas Mururé com Samburá, nas Moreninhas. Dois rapazes foram atingidos, um no ombro e outro no dedo, sendo socorridos até a unidade de saúde. Luan foi ferido por vários tiros e morreu no local.

O boletim de ocorrência discorre que os suspeitos saíram após os primeiros tiros, mas retornaram ao local e como “confere”, dispararam várias vezes contra a cabeça de Luan.

Histórico

Segundo apurado Araújo tem passagens criminais por porte de drogas, tráfico de drogas, perturbação do sossego e dirigir veículo automotor sem permissão.

Luan foi testemunha de uma execução na região das Moreninhas. Além disso, foi vítima de dois ataques a tiros, em fevereiro e outro em abril de 2020, e escapou com vida. No mesmo ano, em novembro, ocorreu a morte de Lucas Charão, o Bocão, na qual Luan foi investigado.

Lucas Charão tinha extensa ficha criminal e já tinha sido condenado por homicídio, em setembro de 2019. A morte dele foi estopim para vários outros assassinatos no Bairro Moreninha, em uma sequência de vingança com sangue. O processo referente à morte de Charão corre em segredo de justiça.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.