Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 19 de maio de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Preço da soja cai na bolsa de Chicago  após ensaiar uma recuperação nos últimos dias

Esse cenário cria um fator fundamental para esse momento de ‘sobe e desce’. Se em meados de fevereiro o preço [da soja] estava na casa dos US$ 11,50, agora o mercado tenta ultrapassar a barreira dos US$ 12
Baixas fortes no óleo e início do plantio 2024/25 nos EUA no radar dos traders - Foto: Celso Junior
Baixas fortes no óleo e início do plantio 2024/25 nos EUA no radar dos traders - Foto: Celso Junior

O preço da soja caiu na bolsa de Chicago, após ensaiar uma recuperação nos últimos dias. Os contratos da oleaginosa para maio fecharam em queda de 0,88% nesta segunda-feira (18/3), a US$ 11,8775 o bushel.

De acordo com Enilson Nogueira, analista da Céleres Consultoria, os preços em Chicago foram direcionados nos últimos dias pelas boas projeções com a colheita na Argentina e também pelos relatos de quebra na safra brasileira.

“Esse cenário cria um fator fundamental para esse momento de ‘sobe e desce’. Se em meados de fevereiro o preço [da soja] estava na casa dos US$ 11,50, agora o mercado tenta ultrapassar a barreira dos US$ 12. Ainda assim, estamos em uma temporada de recomposição de estoques, e isso limita a oscilação para cima”, diz o analista.

No curto prazo, agentes de mercado ainda estarão de olho no desenvolvimento da safra argentina. Até lá, as novas projeções para o plantio nos EUA poderão dar um novo rumo às cotações. O Departamento de Agricultura americano (USDA), divulgará suas projeções para a safra 2024/25 no final deste mês.

“As informações sobre o plantio da safra nos EUA são o próximo fato relevante para o mercado. Há uma premissa de aumento de área, mas qualquer problema com o clima a partir de maio de junho teria capacidade de impulsionar os valores da soja”, afirma Nogueira.

Milho

Nos negócios do milho na bolsa, os lotes para maio fecharam em queda de 0,17%, com o valor de US$ 4,36 o bushel.

Os preços do cereal ganharam fôlego recentemente após especulações com o impacto do clima para as lavouras do Brasil, segundo Enilson Nogueira.

Ele acrescenta que os próximos 60 dias serão fundamentais para o desenvolvimento da safrinha de milho brasileira. Até o momento, os mapas indicam chuva abaixo do esperado para algumas regiões produtoras, de acordo com o analista.

“Fator clima será mais importante do que o andamento do plantio, que aconteceu dentro da janela ideal. Acredito que ainda é cedo para falar em ‘fundo do poço’ para os preços do milho, pois se tivermos uma safrinha cheia, o valor pode cair ainda mais que os patamares de hoje”.

Trigo

O preço do trigo subiu de maneira consistente na bolsa de Chicago, porém com um movimento muito mais relacionado com aspectos técnicos. Os contratos para maio subiram 2,70%, a US$ 5,4275 o bushel.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.