Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 24 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Procon/MS inicia conciliação com a empresa 123 Milhas, que suspendeu pacotes de turismo

Uma força tarefa foi mobilizada pelo Procon/MS para acelerar o atendimento as demandas

udiências de conciliação dos consumidores que tiveram suspensos pacotes de viagem e passagens aéreas com datas flexíveis comercializados pela 123 Viagens e Turismo Ltda, a 123 Milhas, tiveram início, na sexta-feira (20).

O servidor público Rossini Arashiro Taira, de 46 anos, esteve entre os 41 casos tratados hoje pelo Procon/MS.

Rossini contou que familiares já haviam utilizado o serviço antes, porém as passagens aéreas compradas em julho para seis pessoas acabaram suspensas pela empresa. O grupo teria como destino Porto Seguro, na Bahia, no mês novembro. Essa, inclusive, era a oportunidade para os filhos de dois e cinco anos terem o primeiro contato com o mar.

“Achei que haveria alguma proposta, mas a empresa apenas disse que está em recuperação judicial. De qualquer maneira essa resposta já é um elemento a mais para colocar em uma ação judicial, de que houve a tentativa [de acordo] pelo Procon”.

Uma força tarefa foi mobilizada pelo Procon/MS para acelerar o atendimento as demandas. De acordo com o secretário-executivo, Antonio Jose Angelo Motti, a medida visa dar uma resposta aos consumidores que procuraram a instituição desde o período de suspensão dos serviços com datas flexíveis comercializados pela empresa.

A fisioterapeuta Luana Catelan, de 36 anos, tinha a pretensão de ir com o esposo e a filha para um resort no Nordeste. Ela soube pelo hotel do cancelamento das diárias e abriu a reclamação no Procon/MS, diante das dificuldades de acionar a empresa que vendeu os serviços. “Eles não davam informação e estou aguardando o cartão de crédito cancelar as parcelas do pacote”.

Em resposta a questionamentos encaminhados pelo Procon/MS, a 123 Milhas destacou que “os pagamentos aos credores/consumidores dependem do plano de recuperação judicial”. Somente nos meses de agosto e setembro foram registradas

O que fazer

Consumidores afetados pela suspensão dos serviços contratados são orientados a entrar em contato com a empresa para que tenham esclarecida sua situação específica. Em caso de não atendimento, eles encontram junto ao Procon/MS a orientação sobre como proceder.

Importante lembrar que todas as comunicações com a empresa precisam ser registradas e os documentos de contratação do serviço apresentados para embasar a reclamação.

Onde reclamar

Reclamações podem ser encaminhadas pela plataforma consumidor.gov.br, formulário online no site do Procon/MS ou por meio do atendimento presencial nas unidades da instituição em Campo Grande. Orientações também estão disponíveis pelo Disque Denúncia 151.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.