Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 5 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Filha de brasileira sequestrada pelo Hamas é encontrada morta, diz família

Ela estava entre os reféns do grupo Hamas – apesar da confirmação de sua morte, o Exército israelense não informou as condições do óbito, nem onde o corpo dela foi encontrado
Celeste, de 18 anos, desapareceu no início da guerra, no dia 7 de outubro
Celeste, de 18 anos, desapareceu no início da guerra, no dia 7 de outubro

Celeste Fishbein, israelense e filha de brasileira que foi sequestrada pelo grupo extremista Hamas, foi encontrada morta. A informação foi confirmada pelo tio da jovemnesta terça-feira (17/10). De acordo com Mario, a família foi informada que Celeste foi “assassinada” e que encontraram o corpo dela.

Celeste, 18 anos, estava em um kibutz, espécie de comunidade rural, próxima à Faixa de Gaza, quando desapareceu após o ataque surpresa do Hamas, em 7 de outubro.

O irmão, Liel Fishbein e outros familiares conseguiram escapar porque se esconderam em um bunker durante o ataque. A jovem trocou mensagens com eles até por volta de 11h20 do sábado (7/10), depois parou de responder. 

Além do tio e irmão, estavam a mãe de Celeste; a avó, de 94 anos; e a cuidadora da idosa. Eles foram resgatados pelo exército israelense 20 horas após o ataque.

Celeste nasceu em Israel, mas era filha e neta de brasileiros. Ela morava no kibbutz Be’eri, localizado no sul do território israelense. A jovem trabalhava como babá.

“(O Exército israelense) Avisou a gente que a (minha) sobrinha foi assassinada. Encontraram o corpo dela”, afirmou Mario Fishbein.

Ela estava entre os reféns do grupo Hamas – apesar da confirmação de sua morte, o Exército israelense não informou as condições do óbito, nem onde o corpo dela foi encontrado.

Saiba mais de Celeste Fishbein

Celeste trabalhava de babá em uma comunidade rural, perto da fronteira com a Faixa de Gaza. No momento da invasão de Israel por terroristas do Hamas, ela estava na casa do namorado, em Gaza. Segundo familiares, ela respondeu a última mensagem às 11 horas.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.