Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 29 de maio de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Bolsonaro xinga Doria em jantar com empresários: “Governador é um vagabundo, caralho”

(Foto: Mateus Bononi/Getty Images)
(Foto: Mateus Bononi/Getty Images)

Durante a reunião com empresários na noite da última quarta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) xingou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). A informação foi revelada pela jornalista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

Em São Paulo, na casa do fundador da Gocil, Washington Cinel, Bolsonaro teria dito: “O governador de vocês é um vagabundo, caralho”. O relato foi feito por pessoas que estavam no evento.

Outras pessoas presentes disseram que, segundo Bolsonaro, Doria é um destruidor de vidas e que está acabando com os empregos ao manter o comércio e os restaurantes fechados no estado de São Paulo.

No jantar, estavam presentes supostos aliados e figuras próximas de Doria. Alguns deles estariam decepcionados com o governador por ter adotado medidas restritivas de combate à covid-19.

Pelo menos 20 empresários estavam no encontro. Entre eles, estavam Luiz Carlos Trabuco, do Bradesco, André Esteves, do BTG, Alberto Saraiva, do Habib’s e Claudio Lotterberg, da Confederação Israelita do Brasil e do Hospital Albert Einstein.

Além do presidente, estiveram no encontro Fabio Faria, ministro das Comunicações, Paulo Guedes, da economia, Marcelo Queiroga, da Saúde e Tarcísio Gomes de Freitas, da Saúde.

O que foi dito no jantar

Segundo o jornal O Globo, o presidente declarou no encontro que acha que o Congresso Nacional vai aprovar as reformas enviadas pelo governo. Bolsonaro ainda teria repetido que a pandemia da covid-19 não pode levar o Brasil à miséria total.

A maior parte dos empresários se posicionou contra o lockdown  assim com o presidente da República. Bolsonaro também apoiou a reabertura das igrejas.

 

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.