Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 24 de fevereiro de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Chuva deve beneficiar soja em áreas produtoras na próxima quinzena

O volume de precipitação deve passar de 100 mm no Matopiba e nas regiões Sudeste, Sul, Norte e Centro-Oeste.
Operação de plantio de soja - Crédito: Shutterstock
Operação de plantio de soja - Crédito: Shutterstock

Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a semeadura da soja ainda se encontra atrasada neste safra, com 98,9% da área plantada. No mesmo período do ano passado, o índice era de 99,2%.

Alguns estados já iniciaram a colheita (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo e Paraná), somando 1,7% de área já colhida estando adiantados em relação ao mesmo período de 2023, quando o registrado foi de 0,6%.

A boa notícia para os produtores de soja de norte a sul do país é que, na última quinzena
deste mês, deve chover em praticamente todas as regiões produtoras. Isso favorece o
desenvolvimento da oleaginosa, principalmente em lavouras que foram semeadas mais tardiamente e em locais onde houve o replantio.

O volume de precipitação deve passar de 100 mm no Matopiba e nas regiões Sudeste, Sul, Norte e Centro-Oeste.

Atenção para restrição hídrica e estresse térmico no oeste de Mato Grosso do Sul, sudoeste de Mato Grosso, Roraima e Pará (Santarém/Paragominas). Nessas áreas, o volume de chuva será baixo, em torno de 40 mm, com temperaturas máximas entre 36 ºC e 40 ºC.

O produtor deve ficar atento às janelas de tempo firme para realizar o manejo e tratamento fitossanitário, a fim de evitar o surgimento de doenças fúngicas e ataque de mosca-branca, lagartas, percevejos e cigarrinhas.

Mapa de média de temperatura máxima para o período de 17 a 31 de janeiro. Tons de vermelho indicam um período mais quente

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.