Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 22 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Corpo de segurança achado em Cachoeira do Ceuzinho é resgatado

Juilson não chegou a cair na água, mas sim em área com pedras, uma altura aproximada de 10 metros
Juilson Gabriel de Oliveira, de 32 anos, foi encontrado no início da noite da 3ª.feira
Juilson Gabriel de Oliveira, de 32 anos, foi encontrado no início da noite da 3ª.feira

Na manhã desta quarta-feira (13), 14 horas após ser localizado por familiares, o corpo de Juilson Gabriel de Oliveira, de 32 anos, foi resgatado na Cachoeira do Ceuzinho, localizada na saída para Rochedo, em Campo Grande. Ele caiu em uma área de pedra, local de difícil para o Corpo de Bombeiros. O homem desapareceu na quinta-feira (07).

A esposa e o homem costumavam ir no Inferninho para curtir a cachoeira e, por algumas vezes, o rapaz fazia trilha. Porém, fazia tempo que eles não íam e ele não tinha costume de ir sozinho.

No entanto, no dia que ele desapareceu, ele chegou a ligar para um amigo que costuma fazer trilha com ele. O amigo estava trabalhando e não atendeu a ligação. Foi então que Juilson avisou a irmã que iria para o Ceuzinho e desapareceu. Desde então, a família começou a fazer buscas. No final da tarde, ele foi encontrado.

Juilson não chegou a cair na água, mas sim em área com pedras, uma altura aproximada de 10 metros.

Juilson era casado há 13 anos com Gislaine. Eles tinham três filhos em comum, de 1, 3 e 8 anos de idade. “O aniversário da minha menina de três anos foi no domingo e ele já estava desaparecido. Eu sabia que tinha algo errado, porque ele era muito apegado a menina, jamais passaria longe dela, mas ainda não sei porque ele veio sozinho”, lamenta Gislaine.

Juilson trabalhava como segurança e também era professor de capoeira. “Querido por toda a cidade. Por onde passava ele tinha conhecidos e pessoas que gostavam dele. Um ótimo pai, amava praticar esportes e atividades ao ar livre”, disse a esposa.

Foto: Henrique Kawaminami

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.