Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 23 de maio de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Em cinco meses, mais R$ 1 bilhão em novos empreendimentos para MS foram viabilizados no FCO

Dos R$ 54,86 milhões em recursos do FCO Empresarial aprovados na última reunião do CEIF, R$ 32,80 milhões são novos empreendimentos no segmento de Comércio e Serviços
FCO financiou implantação de sistemas fotovoltaicos em 16 cidades de Mato Grosso do Sul
FCO financiou implantação de sistemas fotovoltaicos em 16 cidades de Mato Grosso do Sul

De janeiro a maio de 2024, o CEIF-FCO (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo Fundo de Investimento do Centro-Oeste) já aprovou R$ 1,015 bilhão, sendo R$ 713,93 milhões no FCO Rural e R$ 301,95 milhões no Empresarial. Para todo o ano, Mato Grosso do Sul dispõe de R$ 2,41 bilhões disponíveis para financiamentos pelo FCO nas linhas Rural e Empresarial.

Somente na 5ª reunião ordinária do CEIF, realizada em 9 de maio na Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia), foram aprovados mais R$ 194,46 milhões em novos empreendimentos para Mato Grosso do Sul, sendo R$ 139,60 milhões em financiamentos no FCO Rural e R$ 54,86 milhões no FCO Empresarial.

Juntos, os projetos aprovados na última reunião do Conselho beneficiam 41 municípios sul-mato-grossenses.

Dos R$ 54,86 milhões em recursos do FCO Empresarial aprovados na última reunião do CEIF, R$ 32,80 milhões são novos empreendimentos no segmento de Comércio e Serviços; outros R$ 11,58 milhões são de empreendimentos de Indústria; R$ 1,47 milhão, investimentos em Ciência e Tecnologia e R$ 8,99 milhões para investimentos em Turismo Regional.

No FCO Rural, destacam-se os projetos de Irrigação nos municípios de Bataguassu, Ribas do Rio Pardo, Dourados e Sonora, que somam R$ 46,80 milhões. Na avicultura, as cidades de Japorã e Naviraí vão receber empreendimentos no valor total de R$ 10,77 milhões.

Além disso, nos municípios de Ribas do Rio Pardo, Laguna Carapã, Chapadão do Sul, Rochedo, Sidrolândia, Pedro Gomes, Naviraí e Aral Moreira, um total de R$ 17,64 milhões do FCO será utilizado em projetos de correção do solo.

“Também aprovamos projetos para geração de energia renovável, três de biodigestores, em Jateí, Água Clara e Glória de Dourados e 2 de sistemas fotovoltaicos, em Jateí e Dourados, que juntos somam R$ 6 milhões. Isso mostra um pouco da diversidade de áreas contempladas com os recursos do FCO”, acrescenta o secretário executivo de Desenvolvimento Sustentável da Semadesc, Rogério Beretta.

A 5ª reunião ordinária do CEIF-FCO foi presidida pelo conselheiro do CEIF, secretário-executivo de Desenvolvimento Sustentável da Semadesc, Rogério Beretta, com a participação do secretário-adjunto, Walter Carneiro Júnior, além de representantes da Semadesc, Sead, Seilog, Famasul, Fiems, Fecomércio e Sebrae, Agentes Financeiros – Banco do Brasil, BRDE e Credicoamo.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.