Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 24 de fevereiro de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

“Escola Segura, Família Forte” MS garante segurança nas escolas da rede estadual com ações preventivas e monitoramento

Responsável pelo “Escola Segura, Família Forte”, na Polícia Militar, a tenente-coronel Letícia Raquel Lopes, mantém o cronograma diário de visitas e rondas nas unidades escolares
Fotos: Bruno Rezende/Secom
Fotos: Bruno Rezende/Secom

Com ações preventivas, o Governo do Estado mantém vigilância constante nas escolas da REE (Rede Estadual de Ensino) de Mato Grosso do Sul.

As medidas incluem rondas diárias e regulares nas unidades de ensino, monitoramento integral dos prédios em todo o Estado e atuação específica voltada à comunidade escolar que recebe orientações sobre como agir em casos de incêndio e pânico.

Nas salas de aula e corredores dentro das escolas, e também nas ruas em volta dos prédios, o trabalho do programa “Escola Segura, Família Forte” um dos principais realizados pela SED (Secretaria de Estado de Educação) em parceria com a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) – promove ambiente seguro aos professores, alunos e familiares.

Com rondas no entorno das escolas e atuação nas salas de aula, os policiais participam de palestras, orientações e resolução de conflitos, e se tornaram parte da rotina.

O contato com as equipes da “Ronda Escolar” como é conhecido o programa também é fácil, basta enviar mensagem por meio de aplicativo e rapidamente um dos policiais da viatura, que é exclusiva para o atendimento das escolas, entra em contato e faz os encaminhamentos junto a equipe administrativa e pedagógica da unidade.

Os grupos de mensagens de aplicativos, usados pelos policias militares do “Escola Segura, Família Forte”, são essenciais para a rapidez de resposta. Sem qualquer necessidade de registrar o pedido de ronda ou apoio pelo 190, as ações nas escolas são imediatas, sem qualquer tipo de espera.

Responsável pelo “Escola Segura, Família Forte”, na Polícia Militar, a tenente-coronel Letícia Raquel Lopes, mantém o cronograma diário de visitas e rondas nas unidades escolares. “A interação com a direção, palestras, orientação, tudo isso faz parte das funções dos policias militares que atuam nas escolas. Sempre de forma preventiva”.

O “Escola Segura, Família Forte” tem equipes específicas de policiais em todas as regiões de Campo Grande, com atendimento em todas as escolas da Rede Estadual de Ensino. Na periferia ou na área central, o cuidado e a atenção com a comunidade escolar garantem a segurança nas ruas e na sala de aula.

Em Campo Grande, todas as 78 escolas da REE são atendidas pelo “Escola Segura, Família Forte”, e a partir de 2024 a previsão é de expandir o programa para as maiores cidades do interior do Estado. “Estamos na fase de planejamento para implantar em Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã e Corumbá”, afirmou o coordenador do programa na Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), Valson Campos dos Anjos.

Segurança escolar

Desde o início do ano letivo na REE, em fevereiro, o Governo do Estado mantém e desenvolve ações para garantir a segurança nas escolas em todo o Mato Grosso do Sul – além de dar apoio para as unidades das redes privada e municipal nos 79 municípios.

As equipes do programa “Escola Segura, Família Forte” e do NISE (Núcleo de Inteligência de Segurança Escolar), além da patrulha do COSI (Centro de Operações de Segurança Integrado), atuar de forma efetiva e coordenada em Campo Grande e no interior do Estado.

“Os diretores têm acesso a um aplicativo e na escola está disponível um botão do pânico. Além da segurança do prédio, inclusive fora do horário de aula, o monitoramento contribui para a segurança da comunidade escolar, especialmente os alunos, professores e funcionários”, explicou o coronel Carlos Hudmax, coordenador do NISE – que completou um ano de funcionamento em agosto.

O NISE é composto por policiais, professores e psicólogos, que juntos vão estudar os fenômenos, compilar dados e transformar em conhecimento para apoiar polícias públicas voltadas ao aprimoramento da segurança escolar.

Outra frente de trabalho do Núcleo é de visitas técnicas e atendimento psicossocial aos alunos. Além disso, foi apresentado à SED (Secretaria de Estado de Educação), um plano de capacitação da comunidade escolar, melhorias nas instalações, propiciando maior possibilidade de defesa em caso de crise.

O Núcleo de Inteligência de Segurança Escolar funciona no Centro de Operações de Segurança Integrado, que é responsável pelo videomonitoramento de 298 escolas da REE – que tem 348 unidades em MS, com mais de 185 mil alunos.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.