Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 2 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Ex vereador é preso pela PRF transportando 3,8 toneladas de maconha, um fuzil de fabricação turca na BR-163 em Naviraí

Desconfiados de grande quantidade de grãos vazando do reboque, os policiais decidiram vistoriar a carga e ao levantarem a lona encontraram os fardos de drogas e o fuzil
Jander Souza Patrocínio, 49, foi preso nesta quarta-feira (13) em Mato Grosso do Sul
Jander Souza Patrocínio, 49, foi preso nesta quarta-feira (13) em Mato Grosso do Sul

O ex-vereador de Araguari (MG), Jander Souza Patrocínio, 49, foi preso nesta quarta-feira (13) em Mato Grosso do Sul transportando 3,8 toneladas de maconha, um fuzil de fabricação turca calibre 9 milímetros, dois carregadores e 48 munições do mesmo calibre. A prisão foi feita pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na BR-163, município de Naviraí.

Jander Patrocínio exerceu mandato de 2017 a 2020 na cidade de 120 mil habitantes localizada no Triângulo Mineiro e a 560 km da capital Belo Horizonte. Na eleição de 2020, não conseguiu se reeleger.

Por volta de 9h, os policiais rodoviários federais abordaram a Scania T/113 atrelada ao semirreboque, ambos com placas de Coronel Sapucaia (MS), carregada com aveia a granel.

Desconfiados de grande quantidade de grãos vazando do reboque, os policiais decidiram vistoriar a carga e ao levantarem a lona encontraram os fardos de drogas e o fuzil Derya Arms com os carregadores e as munições. O entorpecente pesou 3.791 quilos de maconha e 15,7 quilos de skunk.

Jander Patrocínio informou aos policiais que havia carregado a aveia em Antônio João e durante a noite de ontem pegou a droga e a arma em uma mata na zona rural de Aral Moreira, também na linha internacional. Informou que receberia R$ 20 mil para entregar a droga e o fuzil com munições em Maringá (PR).

Segundo ele, o local exato da entrega seria informado por celular, quando chegasse ao Paraná. O ex-vereador mineiro foi levado para a Polícia Civil e autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse de arma de fogo de uso restrito. Jander informou que atualmente mora em Coronel Sapucaia.

Em agosto do ano passado, a Justiça de Minas Gerais determinou bloqueio de R$ 260 mil dos bens de Jander Patrocínio e da mulher dele, Sandra Cristina de Souza. Segundo ação do Ministério Público mineiro, Sandra ocupou cargos comissionados na Câmara no período em que o marido foi vereador, desrespeitando a lei de combate ao nepotismo.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.