Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 22 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Força Nacional vai ser enviada à fronteira com o Paraguai para combater tráfico

Além da fronteira com o Paraguai, serão realizadas operações na fronteira com a Bolívia, onde são registrados casos de tráfico de cocaína
Força Nacional será enviada ao Mato Grosso do Sul neste final de semana
Força Nacional será enviada ao Mato Grosso do Sul neste final de semana

A Força Nacional será enviada ao Mato Grosso do Sul neste final de semana com o objetivo de auxiliar a Polícia Federal (PF) no combate ao tráfico de drogas e armas no estado, principalmente na região de fronteira com o Paraguai.

De acordo com uma portaria do Ministério da Justiça, os agentes de segurança ficarão no estado até o dia 3 de maio. Durante esse período, eles darão apoio nas atividades e serviços essenciais para manter a ordem pública e a segurança das pessoas e do patrimônio.

A operação contará com o apoio logístico da Polícia Federal, responsável por fornecer a infraestrutura necessária para a atuação da Força Nacional.

Para garantir a eficácia das operações e preservar a segurança das ações de risco, a quantidade exata de policiais enviados está sendo mantida em sigilo. Segundo informações apuradas, a atuação da Força Nacional não se limitará apenas à capital, Campo Grande, mas também abrangerá áreas mais remotas e a fronteira com o Paraguai, onde há uma maior incidência de tráfico de maconha.

Também serão realizadas operações na fronteira com a Bolívia, onde são registrados casos de tráfico de cocaína.

Em dezembro do ano passado, a Polícia Federal, em conjunto com a Interpol, realizou uma megaoperação contra um grupo suspeito de traficar 43 mil armas para as principais facções criminosas do país nos últimos três anos. Essas armas eram originárias da Europa, passavam pelo Paraguai e entravam no Brasil através do Mato Grosso do Sul. A operação resultou no cumprimento de 25 mandados de prisão.

Força Nacional na Tríplice Fronteira

O ministro da Justiça, Flávio Dino, prorrogou, em dezembro, o uso da Força Nacional na região da tríplice fronteira Brasil-Argentina-Paraguai por mais 90 dias.

A ação é em apoio a municípios do Paraná “nas atividades e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio”. Militares atuam na região desde fevereiro de 2023.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.