Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 29 de maio de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Governo de Mato Grosso do Sul desiste de ensino híbrido na rede estadual após avanço da Covid-19

O Governo de Mato Grosso do Sul desistiu de retomar as aulas na rede estadual de ensino através do modelo híbrido, com atividades online e presenciais a partir de abril. Em razão do avanço da pandemia do novo coronavírus, será mantido apenas o sistema remoto adotado desde 2020.

Durante transmissão ao vivo feita na manhã desta terça-feira (9), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) informou que essa medida atende recomendação das autoridades de saúde pública. Por isso, as aulas remotas começam a partir de quarta-feira (10).

“Existe recomendação da área da saúde para não retomarmos as aulas presenciais. É muito mais prudente manter as aulas remotas. Nesse momento a precaução é o melhor remédio para todos nós. A partir de amanhã aulas remotas na rede estadual de ensino e retornaremos quando a ciência nos der segurança”, pontuou o governador.

Ele garantiu que os educadores sul-mato-grossenses seguem em atividade para garantir o melhor atendimento aos estudantes e assegura que não haverá prejuízo ao sistema de ensino.

“As aulas remotas no ano passado tiveram uma resposta de 90% na rede estadual. Vimos agora nos vestibulares inúmeros alunos da rede estadual que adentraram nas universidades, inclusive no curso de Medicina tivemos aluna sendo primeiro lugar, oriunda de escola pública. Isso mostra que mesmo no sistema remoto a escola pública dá resposta, dá resultado”, ponderou Azambuja.

Na mesma transmissão ao vivo, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende Pereira, afirmou que atualmente vivemos o pior cenário da pandemia.

“Hoje atingimos o topo em internações hospitalares, temos 725 sul-mato-grossenses internados em leitos clínicos e de UTI. Temos 22 óbitos a anunciar. Estamos chegando a 3.500 sul-mato-grossenses que perderam suas vidas. Nossa média móvel de óbitos vai a 20.1 óbitos nos últimos sete dias, quantitativo muito grande em relação a nossa população”, detalhou.

Além disso, o gestor anunciou mais 864 casos confirmados hoje. A taxa de contágio nós que já atingimos 0.92 há poucos dias atrás hoje já estamos com 1.02. Significa que a cada 100 contaminados nós vamos contaminar no dia seguinte 102. Mostra crescimento acelerado da doença”, revelou.

Outro cenário preocupante mencionado pelo secretário de Estado de Saúde diz respeito à taxa de ocupação nos principais hospitais que dão suporte aos pacientes diagnosticados com a Covid-19. O Hospital Regional de Campo Grande hoje está acima de 100% de ocupação. Estamos utilizando outros espaços do hospital, quer seja centro cirúrgico ou corredores para preservar as vidas”, revelou.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.