Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 22 de maio de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

IBC-Br avança 0,60% em janeiro, acima do esperado

Consenso de analistas previa uma alta de 0,26% no mês; no trimestre encerrado em janeiro, o índice de atividade teve alta de 0,90% em relação ao trimestre anterior

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado a prévia do PIB do Brasil, registrou alta de 0,60% em janeiro na comparação com dezembro. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 18, pelo Banco Central.

Essa é a terceira alta consecutivo do indicador, após quedas em agosto, setembro e outubro. O índice veio acima da expectativa do mercado financeiro, que esperava crescimento de 0,26%.

Com os dados divulgados hoje, o IBC-Br acumula crescimento de 3,45% no ano e de 2,47% em 12 meses. Na média móvel do trimestre encerrado em janeiro, o indicador subiu 0,90% e teve alta de 2,37% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

De dezembro para janeiro, o índice de atividade calculado pelo BC passou de 147,61 pontos para 148,50 pontos na série dessazonalizada. O resultado é o melhor para um mês desde abril de 2023, quando o IBC-Br marcou 148,88 pontos. 

O dado é divulgado em semana de decisões de juros no Brasil e nos Estados Unidos. No limite, a prévia do PIB pode influenciar as projeções do mercado para o crescimento da economia do país e as direções da política monetária.

O BC pode ser obrigado a sinalizar uma redução do ritmo de corte de juros, atualmente em 11,25% ao ano, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), marcada para 19 e 20 de março. Segundo ex-diretores da autoridade monetária, economistas e analistas de mercado ouvidos nos últimos dias, diversas pressões inflacionárias se materializaram nos últimos meses.

O que é o IBC-Br?

Conhecido como uma espécie de “prévia do BC” para o PIB, o IBC-Br serve mais precisamente como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.

Publicado desde março de 2010, o IBC-Br tem o objetivo, segundo o BC, de mensurar a evolução da atividade econômica do país e “contribuir para a elaboração de estratégia de política monetária”. Na prática, o índice serve como parâmetro os membros do Comitê de Política Monetária (Copom) para avaliarem o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses e como a Selic afeta a dinâmica de crescimento. 

O próprio BC afirma que por se tratar de indicador de atividade, a taxa de crescimento do IBC-Br é frequentemente comparada à do PIB. Embora a comparação seja natural, a autoridade monetária afirma que há diferenças conceituais, metodológicas e mesmo de frequência de apuração dos dois.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.