Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 3 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Indicado a 5 estatuetas do Oscar 2024, filme inesquecível sobre amizade vai encher seu coração de esperança

Rodado 100% em cenários reais e utilizando áudios originais, toda a tempestade de neve que vemos no decorrer do filme também é real, já que as cenas foram rodadas durante o inverno, na Fairheaven High School, em Massachusetts, no período de férias
Imagem - Focus Features LLC
Imagem - Focus Features LLC

Indicado a 5 estatuetas do Oscar 2024, o novo filme de Alexander Payne “Os Rejeitados”, que está nos cinemas, é inspirado na comédia francesa lançada em 1938, chamada “Merlusse”. O roteiro foi escrito por David Hemingson, que também se baseou em sua infância em um internato e em sua relação com um tio para escrever a história. Rodado 100% em cenários reais e utilizando áudios originais, toda a tempestade de neve que vemos no decorrer do filme também é real, já que as cenas foram rodadas durante o inverno, na Fairheaven High School, em Massachusetts, no período de férias.

Alexander Payne também é o nome que assina “Os Descendentes”, com George Clooney. Em “Os Rejeitados” é narrado a amizade improvável entre um professor desprezível e um aluno mimado. Interpretado pelo brilhante Paul Giamatti, o protagonista, Paul Hunham, é um professor rigoroso e um homem solitário, que possui um olho de vidro; é portador de Trimetilaminuria, uma condição genética que faz com que a pessoa tenha um odor semelhante ao de peixe; e se nega a dar notas razoavelmente boas para seus alunos de ensino médio, nos quais considera medíocres.

Mas o desprezo que o senhor Hunham alimenta por seus alunos é recíproco. Detestado por todos, os estudantes zombam e dão apelidos ao professor pelas costas. Na verdade, Hunham não gosta de muitas pessoas. A única que ele ainda tem algum respeito é Mary Lamb (Da’Vine Joy Randolph), cozinheira do refeitório, que perdeu o filho recentemente. No entanto, é compreensível que Paul Hunham se sinta frustrado com seu trabalho. Ex-aluno de Harvard, ele passou a dar aulas neste internato para riquinhos irresponsáveis e inconsequentes, que não se importam em ser boas pessoas e cujos pais subornam a reitoria para que seus filhos recebam boas notas e sejam recomendados para boas universidades.

Quando um grupo de cinco estudantes, entre eles o problemático Angus Tully (Dominic Sessa), precisa ficar no colégio durante as férias de fim de ano, Hunham é incumbido de supervisioná-los. Os três únicos adultos no campus é o professor, a cozinheira Mary e o zelador Danny (Naheem Garcia). Hunham deve manter os cinco adolescentes na linha, até o retorno das aulas.

No entanto, quatro deles conseguem ser resgatados por seus parentes ricos antes das festividades. Então, resta a Hunham, Angus e Mary conviverem durante alguns dias. Aos poucos, esse trio com personalidades e histórias completamente diferentes desenvolvem um vínculo inesperado. Essa amizade prova que nem tudo que vemos na superfície é a realidade. Também que segundas chances são sempre bem-vindas.

Primeiro filme estrelado por Dominic Sessa, o jovem ator de 21 anos foi descoberto durante um teste para teatro. Foi Paul Giamatti que convenceu Alexander Payne de contratá-lo, depois de vê-lo sendo testado. O diretor estava relutante, porque achava que a inexperiência de Sessa poderia dificultar o trabalho.

Ambientado nos anos 1970, o filme possui uma fotografia pastel e granulada. Apesar disso, foi inteiramente gravado com câmeras digitais e teve a coloração e textura alteradas na pós-produção. Indicado aos Oscars de melhor roteiro original, melhor atriz coadjuvante, melhor filme, melhor ator e melhor edição, o filme conta com atuações inspiradoras e adoráveis.

O longa-metragem ainda emula produções clássica do cinema sobre adolescentes problemáticos, como “Ensina-me a Viver”, de 1972, de Hal Ashby,  e “Os Incompreendidos”, de 1959, de François Truffaut. Belo e encantador, é, sem dúvidas uma obra memorável e que enche o coração, mas talvez não seja grandiosos o bastante para ser um ganhador de Oscar. Pelo menos não nas categorias principais.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.