Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 19 de maio de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Integrantes do Molejo são assaltados no Rio de Janeiro horas após a morte de Anderson Leonardo

A informação foi confirmada pelo perfil oficial do grupo no Instagram. “Infelizmente, fomos vítimas de um assalto hoje, resultando na interrupção das nossas comunicações via telefone e WhatsApp
Foto: Reprodução, Instagram
Foto: Reprodução, Instagram

Integrantes do grupo Molejo foram vítimas de um assalto nesta sexta-feira (26), no Rio de Janeiro. O crime ocorreu no mesmo dia em que o líder da banda, Anderson Leonardo, morreu, aos 51 anos, após dois anos de luta contra um câncer inguinal.

A informação foi confirmada pelo perfil oficial do grupo no Instagram. “Infelizmente, fomos vítimas de um assalto hoje, resultando na interrupção das nossas comunicações via telefone e WhatsApp. Neste momento, estamos em processo de recuperação e retomada das nossas operações. Pedimos a compreensão da imprensa e demais partes interessadas enquanto lidamos com essa situação”, diz a nota.

Segundo informações do G1, um dos carros da equipe foi invadido. Até o momento, integrantes do Molejo não revelaram mais detalhes do crime e os prejuízos.

Anderson morreu no começo da tarde desta sexta-feira (26). Desde o final de março, ele estava internado em um hospital na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, por conta do agravamento da doença.

No último dia 11, Anderson chegou a voltar para o quarto, mas regressou à UTI nesta segunda-feira (22), quando iniciou-se uma campanha de doação de sangue para o sambista. Horas antes do óbito, a equipe médica já havia classificado o estado de saúde como gravíssimo.

O câncer inguinal afeta o pênis e o ânus e é caracterizado, geralmente, pelo aparecimento de uma íngua na virilha. Anderson revelou o diagnóstico ao público no final de 2022.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.