Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 25 de junho de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Kuña Sospechosa II: dona de carga milionária de maconha é investigada por envolvimento em execuções na fronteira

(Foto: Adilson Domingos)
(Foto: Adilson Domingos)

Camila Zeballos Villa Alta, 29, presa durante tentativa de fuga no Aeroporto Municipal Francisco de Matos Pereira, em Dourados, na manhã de terça-feira (9), é investigada pelo envolvimento em três execuções ocorridas na fronteira com o Paraguai.

A princípio, ela foi detida pela suspeita de ser a proprietária das 7 toneladas de maconha apreendidas na segunda-feira (8), na Rua Açadores, Bairro Jóquei Clube, em Ponta Porã. Policias da Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) efetuaram a prisão.

Entretanto, investigações apontam que, além do crime em questão, a mulher será investigada pelo envolvimento na execução de três pessoas, identificadas como Adeilton Rocha dos Santos, de 52 anos, Maria Carolina Alves de Pulquerio, 18, e Wathylla Pereira Soares, 26.

Os dois primeiros corpos foram encontrados em Ponta Porã, cidade que faz fronteira com o Paraguai, em um terreno próximo à rodovia que dá acesso ao município de Antônio João. Já o corpo de Wathylla foi localizado a cerca de 100 metros do local.

Foto: Midias Sociais

Envolvimento em facção criminosa

Camila é apontada como integrante do “Bonde do Maluco”, quadrilha atuante na Bahia.

Um dos líderes do grupo, José Francisco Lumes, o Zé de Lessa, afamado no nordeste brasileiro como um dos líderes do chamado novo cangaço, foi morto no Mato Grosso do Sul em dezembro de 2019.

A morte do líder ocorreu em uma quarta-feira, 4 de dezembro, durante um confronto com equipes de polícia que procuravam suspeitos de participação em um assalto a um carro-forte, ocorrido na MS-156, entre Amambai e Caarapó.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.