Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 14 de julho de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Lula diz que vai ao G7 apresentar etanol 2G a líderes globais

Presidente discursou nesta sexta-feira (24/5) na inauguração de fábrica da Raízen para produção do etanol 2G em Guariba (SP). Encontro dos países mais ricos do mundo ocorre em junho na Itália
Imagem - Ricardo Stuckert/PR
Imagem - Ricardo Stuckert/PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou nesta sexta-feira (24/5) que participará da reunião do G7, que ocorre entre 13 e 15 de junho na Itália, para apresentar a líderes globais o etanol de segunda geração, ou 2G, produzido pelo Brasil.

O petista participou hoje da inauguração da planta de produção do etanol de segunda geração da Raízen, em Guariba, interior de São Paulo. O complexo representa investimento de R$ 1,2 bilhão. Para Lula, o Brasil deve ter orgulho do que produz e vender seus produtos no exterior.

“Eu vou agora para o G7, o Papa Francisco vai participar do G7, o [Joe] Biden, o [Emmanuel] Macron, todo mundo. Eu vou acertar com o Alexandre [Silveira, ministro de Minas e Energia], ele vai preparar umas garrafinhas do nosso etanol de segunda geração que eu quero entregar para cada um, para eles perceberem o que o nosso Brasil, do Sul Global, é capaz de fazer nesse século XXI”, discusou o presidente.

A fábrica inaugurada hoje é a maior produtora de etanol de segunda geração do mundo. O combustível é produzido a partir de palha, bagaço e outros restos da produção do etanol de primeira geração, a partir da cana-de-açúcar. Dessa forma, o combustível tem pegada de carbono até 80% menor do que os derivados do petróleo.

O Parque de Bioenergia Bonfim, da Raízen, passará a produzir cerca de 82 milhões de litros de etanol por ano com a nova inauguração.

“Compra o nosso e para de encher o saco”

“Vocês ganharam um garoto propaganda de graça, que não vai cobrar nada de vocês. Mas, quando eu me reunir com o Biden, com o Xi Jinping, com o [Narendra] Modi, da Índia, Olaf Scholz, na Alemanha, o Macron, na França, eu vou dizer: escuta aqui, vocês têm etanol de segunda geração? Então, compra o nosso. Para de encher o saco e compra o que o Brasil tem condições de produzir”, frisou Lula.

Em seu discurso, o presidente ainda defendeu que o Brasil precisa ter orgulho do que produz, e que lidera o setor de produção de energia limpa no mundo, algo que todos os países estão buscando. O chefe do Executivo também cobrou que seus ministros e integrantes do governo “encham o peito” ao vender os produtos brasileiros no exterior.

Participaram da inauguração o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, os ministros Alexandre Silveira (Minas e Energia), Márcio França (Empreendedorismo), Renan Filho (Transportes) e Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário), além do presidente da Raízen, Ricardo Mussa, e o presidente do Conselho da Raízen, Rubens Ometto.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.