Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 24 de fevereiro de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Ministério da Justiça registra 1.400 denúncias contra shows de Taylor Swift em seis dias

A empresa que produz o show no Brasil, a T4F, foi notificada pelo Ministério da Justiça
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O canal criado pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça para o recebimento de denúncias de fãs que foram ao show da cantora Taylor Swift recebeu 1.445 denúncias em seis dias, uma média de 230 reclamações por dia. A maioria dos registros denuncia a falta de água nos locais dos shows, insuficiência do atendimento médico e dificuldade de obtenção de reembolso ou contato com a empresa que organiza a turnê da cantora no Brasil. 

Segundo os dados divulgados pela secretaria nesta sexta-feira (24), foram 992 denúncias contra a proibição de acesso com garrafa de água ao local do show, 889 reclamações contra o fornecimento insuficiente de água e 566 queixas sobre a insuficiência do atendimento médico.

A Senacon criou o canal no último sábado (18), um dia depois da apresentação de estreia da The Eras Tour no Brasil, no Rio de Janeiro. Na ocasião, foram registrados mais de mil desmaios e a morte da estudante Ana Clara Benevides, vítima de hemorragia pulmonar. A polícia investiga se a morte tem relação com o calor extremo e a falta de distribuição de água no local.

Logo após a morte de Ana Clara, o Ministério da Justiça publicou uma portaria em que determina que a produção do evento deveria garantir o acesso gratuito de garrafas de uso pessoal, com água para consumo no evento, devendo disponibilizar bebedouros ou realizar distribuição de embalagens com água adequada para consumo, mediante a instalação de “ilhas de hidratação” de fácil acesso a todos, em qualquer caso, sem custos adicionais ao consumidor.

A empresa que produz o show no Brasil, a T4F, foi notificada pelo Ministério da Justiça. Ela foi questionada sobre o acesso do público ao local do show, pontos de distribuição de água, atendimento médico, além do detalhamento do socorro à jovem que morreu durante a apresentação. A empresa também teve que dar explicações sobre a estrutura do show. Isso porque fãs relataram queimaduras na pele ao tocar em uma placa de metal instalada em frente ao palco.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.