Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 5 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Morre segunda vítima de acidente envolvendo três carros em Corumbá

O Corsa em que as vítimas estavam, foi atingido por veículo HB20 branco, conduzido por um rapaz de 19 anos, preso e indiciado por “homicídio culposo no trânsito majorado por não ter CNH e não ter prestado socorro às vítimas”
Jeniffer Ketty Mendes Garcia, de 21 anos, é a segunda vítima que morreu após o acidente  em Corumbá
Jeniffer Ketty Mendes Garcia, de 21 anos, é a segunda vítima que morreu após o acidente em Corumbá

A Santa Casa de Campo Grande confirmou, por volta das 15h30 desta segunda-feira (22), a morte encefálica (perda das funções neurológicas) de Jeniffer Ketty Mendes Garcia, de 21 anos. Ela estava entre os feridos gravemente em acidente de trânsito ocorrido na madrugada de domingo (21), na avenida Porto Carrero esquina com a Tiradentes, centro de Corumbá. 

Jeniffer foi transferida ainda no domingo para a Capital, mas exames confirmaram a morte encefálica nesta tarde. A jovem era namorada do marinheiro-recruta do 3º Batalhão de Operações Ribeirinhas, Paulo Victor Rosa Camposano, de 19 anos, que morreu no local do acidente. 

A reportagem apurou que outra vítima, mulher de 30 anos, também foi transferida para a Santa Casa de Campo Grande nesta segunda-feira. Mais duas vítimas, mulher de 18 anos e homem de 25 anos, estão internados no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital de Corumbá.

No acidente, adolescente de 15 anos e homem de 50 anos, também ficaram feridos, porém, não há registro de internação na Santa Casa corumbaense. Um menino de 11 anos, estava no Corsa Classic, mas não precisou ficar internado.

O acidente 

O Corsa em que as vítimas estavam, foi atingido por veículo HB20 branco, conduzido por um rapaz de 19 anos, preso e indiciado por “homicídio culposo no trânsito majorado por não ter CNH e não ter prestado socorro às vítimas”. 

“Ele não tinha carteira de habilitação e no interrogatório, permaneceu calado. Apenas disse que falaria em juízo. Ele estava na direção do veículo, todos os colegas dele que foram ouvidos, relataram isso”, destacou o delegado Jean Castro.

O condutor, na companhia de mais dois indivíduos, com idades de 17 e 18 anos, que  trabalham em uma conveniência que tem lava a jato e estacionamento de carros, pegaram dois veículos, ambos HB20, um na cor branca e outro na cor preta e saíram pela cidade. 

O indivíduo que dirigiu o HB20, preto, voltou para a conveniência e deixou o carro. No percurso, de pegar esse rapaz, deixá-lo em casa e voltar para devolver o HB20 branco, o condutor indiciado e o passageiro, menor de 17 anos, acabaram se envolvendo no acidente. A suspeita é de que ele tenha “furado” o sinal vermelho. Os dois indivíduos fugiram após a colisão.

O condutor foi preso na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Guatós, onde procurou atendimento médico para uma lesão no joelho que sofreu na colisão. 

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.