Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 1 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Mulher é sequestrada por trio e fica 4 dias sem água e comida a mando de ex-marido

Os bandidos ficavam usando droga, bebendo e passavam a mão no corpo da vítima chamando-a de gostosa

Mulher de 37 anos procurou a polícia para acusar o ex-marido de ter mandado três homens sequestrá-la, na última quarta-feira (22), quando ela desembarcou na rodoviária de Campo Grande para visitar o filho. A vítima ficou cinco dias na mira de bandidos armados e só conseguiu fugir do cativeiro neste domingo (26), quando acionou a guarda municipal.

De acordo com o boletim de ocorrência, na quarta-feira passada, ela embarcou em um ônibus de viagem na cidade de Nova Alvorada do Sul e veio para Campo Grande visitar o filho. Quando chegou na rodoviária da Capital, foi abordada na passarela que dá acesso à Avenida Gury Marques por um homem oferecendo corrida de aplicativo.

Após passar o endereço ao motorista, o homem disse que cobraria R$ 18 pela corrida, ela aceitou e entrou no veículo. Eles foram em direção ao Jardim Noroeste, em determinado momento, o suspeito mudou o trajeto. Questionado pela mulher, o rapaz informou que a levaria ao encontro do ex-marido.

A casa para onde a vítima foi levada fica em uma rua de estrada de chão, com portão vermelho. Quando a mulher entrou no imóvel que foi utilizado como cativeiro, tinham dois homens encapuzados e armados a esperando.

Ela foi deixada em um quarto sem comida e água por cinco dias. Durante os dias, os suspeitos diziam que estavam aguardando a ordem do ex-marido da vítima para matá-la e que atirariam em seus joelhos para que ela não andasse mais.

Os bandidos ficavam usando droga, bebendo e passavam a mão no corpo da vítima chamando-a de gostosa.

Na tarde deste domingo, por volta das 16h, a mulher percebeu que os suspeitos estavam na varanda no fundo do imóvel e fugiu. Após duas quadras do local, entrou em uma mata e pediu ajuda para um senhor que passava de moto pelo local.

O rapaz deixou a vítima na rodoviária e lá ela acionou uma equipe da GCM (Guarda Civil Metropolitana). Segundo relatado pela mulher, há dias vem sendo ameaçada pelo ex-marido e que desde janeiro deste ano tem medida protetiva contra ele.

De acordo com a vítima, após fugir do cativeiro, passou a receber ligações sendo alertada para que voltasse para o local, senão ela e o filho sofreriam.

A mulher foi encaminhada para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e o caso foi registrado como sequestro, cárcere privado e importunação sexual. Até o momento, ninguém foi preso e o fato será investigado.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.