Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 1 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Novo discurso não melhora imagem de Bolsonaro nas redes sociais

Foto: Adriano Machado
Foto: Adriano Machado

A adoção de uma retórica pró-vacina e a mudança do titular do Ministério da Saúde não foram suficientes para melhorar a imagem dos presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas redes sociais diante da escalada de mortes pelo coronavírus.

Segundo estudo feito pela empresa de análise de dados Arquimedes, a tentativa do presidente de melhorar a avaliação do governo nos canais digitais, usados como uma bússola que orienta as medidas da gestão federal, não surtiu até o momento o efeito desejado no Palácio do Planalto.

A análise, feita a pedido do jornal Folha de S.Paulo, aponta que a defesa ao presidente no combate à doença tem se resumido apenas aos perfis de eleitores cativos e não tem conseguido ganhar capilaridade em públicos que, vez ou outra, se alinham ao governo, como os lava-jatistas e os liberais.

Os dois tipos de perfis, pelo contrário, têm adotado um discurso mais próximo ao de opositores do presidente. Eles responsabilizam o governo federal tanto pela gravidade da pandemia como pela piora na atividade econômica.

“A retórica de Bolsonaro que poderia ser recebida de maneira positiva por um grupo expandido de perfis nas redes sociais tem produzido um impacto efêmero, porque, na sequência, o presidente tem feito declarações polêmicas”, explica Pedro Bruzzi, analista e sócio da Arquimedes.

Como a Folha de S.Paulo antecipou no início do mês, com a queda nos índices de popularidade na redes sociais, o presidente adotou estratégia de recuperação de imagem apelidada de Plano Vacina. Sob pressão de empresários e deputados, Bolsonaro passou a defender o imunizante e anunciou a saída do general Eduardo Pazuello da Saúde.

Como parte do plano de marketing, o governo federal pretende lançar até o início de abril uma campanha de vacinação em cadeia nacional de televisão e rádio. A peça publicitária irá estimular a população a se informar sobre a imunização de sua faixa etária e deve explorar a imagem do Zé Gotinha.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.