Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 3 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Pistoleiros executam jovem alvo de outros dois atentados em 2020 na Moreninha III

Uma briga em uma festa na semana passada seria o motivo para a execução de Luan de Oliveira Araújo
Luan foi morto com mais de 10 tiros
Luan foi morto com mais de 10 tiros

Luan de Oliveira Araújo, de 22 anos, executado com cerca de 10 tiros na noite desta quarta-feira (18), no Bairro Moreninha, em Campo Grande, já foi investigado pela morte de Lucas de Moraes Charão, de 26 anos, o “Bocão”, ocorrida em novembro de 2020 no mesmo bairro. Além disso, já foi testemunha de outra execução na região.

Luan Araújo estava com amigos no cruzamento das ruas Mururé com Samburá, quando o grupo foi abordado por uma dupla de moto que passou a efetuar vários tiros. Dois rapazes foram atingidos, um no ombro e outro no dedo, sendo socorridos até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele já havia sido alvo de outros dois atentados, em 2020.

Luan foi ferido por vários tiros e morreu no local. O boletim de ocorrência discorre que os suspeitos saíram após os primeiros tiros, mas retornaram ao local e dispararam várias vezes contra a cabeça de Luan.

Polícia Militar isolou o local do crime. Polícia Civil e Perícia Técnica foram acionadas para a realização dos trabalhos de praxe. Ainda não há informações sobre a motivação e nem autoria do crime.

Histórico 

Luan tem passagens criminais por porte de drogas, tráfico de drogas, perturbação do sossego e dirigir veículo automotor sem permissão.

Luan foi testemunha de uma execução na região das Moreninhas. Além disso, foi vítima de dois ataques a tiros, em fevereiro e outro em abril de 2020, e escapou com vida.

No mesmo ano, em novembro, ocorreu a morte de Lucas Charão, o Bocão, na qual Luan foi investigado. Lucas Charão tinha extensa ficha criminal, e já tinha sido condenado por homicídio, em setembro de 2019. A morte dele foi estopim para vários outros assassinatos no Bairro Moreninha, em uma sequência de vingança com sangue.

O processo referente a morte de Charão corre em segredo de justiça.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.