Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 29 de maio de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Polícia Federal e SENAD reiniciam a Operação Nova Aliança para erradicar cultivos de Cannabis

A Polícia Federal deu início, desde o último dia 22, em conjunto com a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai – SENAD e com o apoio da Força Tarefa Conjunta e do Ministério Público daquele país, à 24ª fase da Operação Nova Aliança com o objetivo de erradicar plantios ilícitos de Cannabis no território do país vizinho.

A nova fase conta com a atuação de quatro aeronaves brasileiras, 21 policiais federais e três policiais civis do Estado do Paraná, sendo marcada pela intensificação dos esforços de cooperação entre as forças envolvidas e pelo aprimoramento da metodologia de planejamento por meio de intensos levantamentos de inteligência a fim de maximizar os resultados.

Em razão das dificuldades impostas pela pandemia da COVID-19, em 2020 somente uma fase da operação foi realizada no Paraguai, razão pela qual a retomada das ações periódicas, com a adoção das devidas cautelas sanitárias, traz a expectativa de resultados expressivos.

Nos dois primeiros dias de operação já foram erradicados 140 hectares de plantios ilícitos de Cannabis, o que equivale a cerca de 130 campos de futebol que produziriam o equivalente a cerca de 420 toneladas de maconha pronta para o tráfico. Também foram apreendidas 3,8 toneladas de maconha pronta e 30 quilos de sementes, além de serem destruídos 21 acampamentos clandestinos.

As ações de erradicação de cultivos ilícitos fazem parte da estratégia da Polícia Federal em combater esse tipo de crime em sua origem e estão alinhadas com as diretrizes da cooperação policial internacional que, juntamente com a descapitalização das organizações criminosas e prisões de lideranças, baseiam a atuação do órgão no enfrentamento ao tráfico de drogas, armas e às facções criminosas.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.