Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 18 de maio de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Polícia Militar apreende R$ 9 milhões em perfumes e celulares contrabandeados em Campo Grande

Em um dos cômodos do endereço, os policiais encontraram uma grande quantidade de caixas prontas para o transporte e outras já estavam carregadas no baú.
Produtos foram apreendidos por equipes do Batalhão de Choque (Foto: divulgação / Batalhão de Choque)
Produtos foram apreendidos por equipes do Batalhão de Choque (Foto: divulgação / Batalhão de Choque)

Policiais militares do Batalhão de Choque prenderam um grupo de criminosos no bairro Chácara das Mansões, em Campo Grande, com uma carga de perfumes e celulares contrabandeados do Paraguai, nesse sábado (9).

Os homens foram capturados após serem flagrados pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar, enquanto levavam a carga de produtos contrabandeados até um depósito. Os policiais chegaram ao local depois de uma denúncia anônima. Os presos foram levados para a Polícia Federal.

Assim que abordaram o motorista do veículo de carga, o homem confirmou que iria descarregar os produtos no local.

Dentro do galpão, outros três homens faziam o serviço de carga. Em um dos cômodos do endereço, os policiais encontraram uma grande quantidade de caixas prontas para o transporte e outras já estavam carregadas no baú.

A carga era composta por 200 iPhones 15 Pro Max, centenas de aparelhos celulares da marca Xioami, 400 perfumes e outros eletrônicos. A carga foi estimada em R$9.073.968,00 pelo Batalhão de Choque.

Em buscas pela região, os policiais ainda encontraram o homem responsável pelo galpão em um posto de combustível. O suspeito também informou para a equipe que não sabia o que seria carregado no caminhão e disse que receberia R$ 1 mil por mês para abrir e fechar o galpão.

Diante do flagrante, todos os envolvidos foram encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal, com a mercadoria, o caminhão e uma picape.

Os suspeitos foram autuados pelos crimes de contrabando. O caso segue em investigação.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.