Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 5 de março de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Recorde da natação, Brasil chega a 23 medalhas no Pan do Chile

Revezamento 4 x 100m misto é ouro e protagoniza um dos grandes momentos do país na competição. Dos 35 brasileiros que já subiram ao pódio até agora, 85,71% são integrantes do Bolsa Atleta do Governo Federal
Marcelo Chierighini, Guilherme Caribé, Ana Carolina Vieira e Stephanie Balduccini -  Foto: Satiro Sodré
Marcelo Chierighini, Guilherme Caribé, Ana Carolina Vieira e Stephanie Balduccini - Foto: Satiro Sodré

Os 100 metros finais da prova do revezamento 4 x 100m misto da natação já se configuram com um dos grandes momentos do esporte brasileiro nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, no Chile. A brasileira Stephanie Balduccini pulou na piscina com uma desvantagem de quase meio segundo em relação à americana Amy Fulmer.Quadro de medalhas do Pan de Santiago até o fim do dia 22/10

Um dos grandes talentos da nova geração brasileira, a atleta de 19 anos imprimiu um ritmo forte do início ao fim e, com um retorno espetacular para os últimos 50 metros, bateu na frente para conquistar o ouro e ajudar o Brasil a estabelecer o novo recorde Pan-Americano da prova, com 3min23s78. O ouro é o quinto conquistado pela delegação brasileira na competição continental e o primeiro da história da natação nessa prova.

A equipe nacional na final também contou com Marcelo Chierighini, Guilherme Caribé e Ana Carolina Vieira. “Foi espetacular. Quebramos o recorde e mostramos força na prova e o espírito do Brasil”, comentou Chierighini, um dos mais experientes do quarteto.

Agora, o Brasil soma 23 medalhas em Santiago: cinco ouros, 9 pratas e 9 bronzes. Com isso, virou a noite de domingo para segunda no quarto lugar do quadro geral, atrás de Estados Unidos (20/11/ 15), México (10/5/3) e Canadá (9/6/6). A Colômbia (3/5/6) fecha o top 5.

BOLSA ATLETA – Somando os dois dias de disputa, 35 atletas subiram ao pódio em Santiago pelo Brasil. Desses, 30 são contemplados pelo Programa Bolsa Atleta do Governo Federal, ou seja, 85,71% dos medalhistas.

Se no sábado (21/10) foram seis medalhas na natação – com 2 ouros, 2 pratas e 2 bronzes -, neste domingo os nadadores brasileiros somaram cinco pódios. Além do ouro inédito no revezamento misto, o país somou duas pratas e dois bronzes.

Primeiro, Maria Fernanda Costa voltou a medalhar e conquistou uma prata nos 200m livre feminino. No masculino, foi a vez de Murilo Sartori levar o bronze. Vinicius Lanza garantiu outra prata nos 100m borboleta. E Alexia Tavares ganhou o bronze nos 200m costas.

Todos os nadadores brasileiros que subiram no pódio do Pan neste domingo são contemplados pelo Programa Bolsa Atleta do Governo Federal. Agora, o Brasil soma 11 medalhas na natação no Pan de Santiago e nesta segunda (23/10) tem mais provas com boas perspectivas.  

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.