Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 24 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Salto alto e varizes combinam? Veja como amenizar as dores no Carnaval

As passistas e rainhas de bateria são peças chave do carnaval brasileiro, mas especialista alerta para os riscos do uso contínuo dos saltos para a saúde vascular

Conhecidas por sua beleza, talento e energia inigualáveis, as passistas e rainhas de bateria são peças chaves para o carnaval brasileiro. O carnaval, para elas, exige muito esforço, preparo e condicionamento físico. Contudo, o uso frequente de saltos altos e por tempo prolongado pode agravar problemas vasculares, como varizes e trombose.

A Dra Carol, especialista em cirurgia vascular e membro da SBACV, esclarece que as varizes são causadas principalmente por problemas de circulação e perda da tonificação dos vasos sanguíneos, além de predisposição genética. Assim, embora o salto alto não seja a causa dessa doença vascular, é importante evitar saltos muito altos por períodos prolongados, pois isso pode agravar a condição.

“O uso de saltos altos, quando usados diariamente e por períodos prolongados, pode piorar a bomba muscular da panturrilha, exacerbando doenças da circulação como as varizes. Esse processo pode resultar em desconforto, dor e inchaço nas pernas” explica Mardegan.

Além disso, a alteração na postura e biomecânica das pernas decorrente do uso frequente de saltos altos pode intensificar a tensão nos músculos da panturrilha, impactando as válvulas nas veias e promovendo o agravamento das varizes.

Carol também chama atenção para a estação em que o Carnaval é celebrado: “A festa é celebrada durante o auge do verão, as elevadas temperaturas provocam dilatação das veias nas pernas, sobrecarregando a circulação sanguínea. Com isso, é possível que pessoas com predisposição a problemas vasculares experimentem desconfortos e a sensação de pernas pesadas” complementa.

Para diminuir o desconforto das pernas causado pelo salto, o que fazer?

“A prática de atividades físicas regulares e de alongamentos específicos para as pernas, antes do desfile, aliada ao uso intercalado de calçados mais confortáveis e adequados para o impacto, antes e depois de desfilar ou ensaiar, são opções excelentes para diminuir os impactos do salto a médio e longo prazo. A hidratação é muito importante, principalmente em dias de calor e drenagem linfática pode ser uma ótima aliada para reduzir o inchaço e as dores nas pernas.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.