Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 22 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Saúde pública: parceria entre Agems e SES estabelece padrão para o Índice de Qualidade da Água em MS

A união entre saneamento básico e saúde pública em Mato Grosso do Sul é evidenciada por uma iniciativa conjunta da Agems (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos) e da SES (Secretaria de Estado de Saúde). Juntas, essas entidades estão comprometidas em monitorar e regular a qualidade da água, além de desenvolver projetos futuros voltados para o bem-estar da população.

Nesta quarta-feira (27), o diretor-presidente da Agems, Carlos Alberto de Assis junto com a Diretoria de Saneamento da agência de regulação e o secretário de saúde, Maurício Simões com equipe técnica da Vigilância em Saúde, assinaram uma norma que define o padrão sobre o Índice de Qualidade da Água (IQA) no Estado, uma medida fundamental para garantir a qualidade dos recursos hídricos.

“Essa iniciativa reflete o comprometimento do governo estadual com a promoção da saúde pública e a preservação do meio ambiente, utilizando a regulação e a vigilância como ferramentas para garantir a qualidade da água fornecida à população. A Agems é parceira nesse projeto e está à disposição para levar qualidade de vida e água potável as pessoas”, destaca o diretor-presidente Carlos Alberto.

Secretário estadual de Saúde, Maurício Simões, destaca a importância da parceria e o start desse padrão para Mato Grosso do Sul.

“A água é um ativo valioso no mundo de hoje e será cada vez mais no mundo de amanhã. Preservar e garantir a qualidade desse recurso é não apenas uma responsabilidade ambiental, mas uma necessidade vital para assegurar a saúde e o bem-estar das gerações presentes e futuras”, afirma o secretário.

Entenda

A metodologia adotada pelo IQA envolve a avaliação de dados sobre as características da água potável coletada em pontos estratégicos de coleta de água para abastecimento. A análise abrange parâmetros físico-químicos, microbiológicos e organolépticos (capacidade dos sentidos humanos), estabelecendo valores de referência adaptados à realidade do estado sul-mato-grossense que é rico em recursos hídricos.

Os resultados dessas análises serão mensalmente encaminhados pelos prestadores de serviço de abastecimento de água à Agems e divulgados nas faturas de água de cada consumidor.

“Essa transparência permite ação mais eficiente da Vigilância em Saúde e da Agems, que podem adotar medidas para assegurar uma melhor qualidade da água fornecida aos mais de 2 milhões de habitantes do estado”, pontua a diretora de saneamento da autarquia, Iara Marchioretto.

“Nós queremos agradecer o apoio que recebemos da Agems, vemos essa parceria como algo muito bom e que certamente trará resultados excelentes para toda a sociedade. E essa só é uma das metas que teremos para 2024, pois certamente, faremos outras ações importantes em conjunto com a Agems”, ressalta o coordenador de Vigilância em Saúde Ambiental e Toxicológica da SES, Karyston Adriel Machado da Costa.

A aplicação da metodologia de cálculo do IQA entrou em vigor já em 1º de janeiro de 2024, definindo um marco significativo na gestão e preservação dos patrimônios hídricos sul-mato-grossenses.

Foto: Álvaro Rezende

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.