Pesquisar
Close this search box.
Mato Grosso do Sul, 24 de abril de 2024
Campo Grande/MS
Fuente de datos meteorológicos: clima en Campo Grande a 30 días

Primeiro envio de plasma de Mato Grosso do Sul para medicamentos é feito pelo Hemosul ao Hemobrás

A iniciativa ajuda ainda a auxiliar inúmeros pacientes de coagulopatias e doenças auto imunes a obterem, ainda com mais facilidade, o que é necessário para sua qualidade de vida

Credenciado e habilitado para enviar plasma para a Hemobrás (Indústria Brasileira de Hemoderivados), o Hemosul – que integra a SES (Secretaria de Estado de Saúde) – realizou a primeira remessa de plasma enviada para produção de hemoderivados. Ao todo, são 512 unidades.

O caminhão com rastreamento, sensores de temperatura em vários pontos da carga e transporte a -30°C saiu do Hemosul Coordenador ontem (3).

Assim, o Hemosul passa então a ser fornecedor de plasma para a Indústria Brasileira, um papel fundamental a ser desempenhado, auxiliando a Hemobrás a alcançar a autossuficiência do País em Produção de medicamentos advindos de hemocomponentes do sangue.

A iniciativa ajuda ainda a auxiliar inúmeros pacientes de coagulopatias e doenças auto imunes a obterem, ainda com mais facilidade, o que é necessário para sua qualidade de vida.

Atualmente, os hemoderivados são fornecidos pelo SUS e distribuídos no Estado gratuitamente, exclusivamente pela Rede Hemosul MS. Porém, o Brasil ainda importa muitos hemoderivados e outros já são produzidos pela Hemobrás. Em um futuro breve, a Hemobrás aponta para a autossustentabilidade, a produção de todo o contingente necessário para abastecer o País.

“Mais uma conquista do Hemosul que nos orgulha muito. Com o envio do plasma hoje alcançamos uma etapa de crescimento significativo”, comenta Ceres Maria Carvalho de Mello, chefe da distribuição.

“Realizamos um passo importante para a Instituição e a produção e envio do plasma para a Indústria Brasileira nos confirma como colaboradores em mais uma frente dessa causa tão significativa do sangue, que é muito maior do que se pensa”, afirma Júlio César Sant’Ana Silva, gerente de produção da Rede Hemosul MS.

Suas preferências de cookies

Usamos cookies para otimizar nosso site e coletar estatísticas de uso.